Para economizar e evitar desperdício nas compras no supermercado

0

Você sabia que um terço dos alimentos comprados em um lar tem como destino a lata do lixo? São dados do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente. Isso acontece porque muita gente enche o carrinho no supermercado com itens que não terá tempo de consumir. A seguir a lista e como calcular a quantidade que você precisa de produto.

PÃO DE FORMA
Resiste ao bolor por cerca de oito dias. Levando em consideração o fato de um pacote de 500 gramas conter aproximadamente 20 fatias, e um de 350 gramas cerca de 16, se um casal come duas fatias por dia, o pacote menor é suficiente. Já uma família de quatro pessoas pode comprar o maior.

 PAPEL HIGIÊNICO
Geralmente é mais barato comprar pacotes com quantidades maiores. Uma família de três a quatro pessoas usa, em média, 12 rolos por mês. Se ela comprar o pacotão de 24 rolos, em vez do tamanho mais convencional de oito, a economia chega a 15% em dois meses.

PRODUTOS A GRANEL
Permitem que o consumidor leve a quantidade exata do que irá utilizar e custam até 60% menos do que o produto já embalado. Um pacote de uva passa de 250 gramas, por exemplo, custa em média cinco reais. A mesma quantidade a granel é encontrada por dois reais. A lógica vale para frios, verduras, frutas e legumes.

REFRIGERANTE
Embalagens grandes podem gerar uma falsa sensação de economia. Um refrigerante de dois litros, ou até mesmo de 3,3 litros, pode ser útil em dias de festa, mas não para o consumo de uma família padrão. Leve em consideração que um adulto costuma tomar 200 ml por refeição e multiplique pelo número de pessoas.

AMACIANTE
Tendência no mercado, os amaciantes concentrados gastam menos água e embalagem na fabricação, portanto são bons para o meio ambiente. Os novos amaciantes concentrados, de 500 ml, rende o mesmo que um  diluído de dois litros, mas custa aproximadamente 20% menos. Com apenas meia tampa, lava-se cinco quilos de roupas. Menor e mais leve, a embalagem também é mais fácil de carregar e armazenar. 

0 comentários:

Postar um comentário