Entenda as diferentes técnicas de clareamento de cabelos

2
Confusa com tantas opções de clareamento de cabelo? Então força na peruca e se joga nesse papo de salão.Entenda a diferença das técnicas aqui:


Luzes 
São feixes claros e bem finos, espalhados ao longo da cabeça. Para fazer cada uma delas o colorista pincela um descolorante ao longo de uma mecha e depois a envolve com papel-alumínio.



Reflexos
Há duas definições possíveis. Uma vertente batiza de reflexos as luzes feitas à mão, e não com o pincel (o expert aplica o descolorante de forma irregular, aqui e ali, e sem envolver  as mechas de cabelo com papel-alumínio). A outra encaixa nessa classificação as luzes mais claras, mais loiras.

Luzes com coloração
Se a proposta é só clarear ligeiramente alguns feixes de cabelo, o colorista pode fazer as luzes usando uma coloração permanente no lugar do descolorante. Isso funciona bem nos castanhos. Com tinta loiro-escura, por exemplo, já é possível criar novas dimensões nos fios.


Luzes califomianas
Expressão comumente utilizada para definir aqueles reflexos que clareiam só as pontas, deixando a mulher com uma aura de garota de praia. Estiveram no ápice da moda há cerca de dois anos, mas continuam a ser utilizadas até hoje.

Tonalização
Depois de passar pela descoloração, a maioria dos cabelos ganha um indesejável aspecto amarelado ou até mesmo alaranjado. Por isso os profissionais costumam aplicar um tonalizante na sequência - a coloração balanceia o amarelo ou o laranja, deixando os fios dourados ou champanhe. O mesmo processo é adotado quando a pessoa é morena e quer luzes apenas ligeiramente mais claras que seu tom natural - nesse caso, depois de descolorir só um pouco os fios, o expert aplica um tonalizante loiro-escuro ou então castanho-claro.


Low lights
É a técnica utilizada pelos cabeleireiros para dar mais vida e profundidade a um cabelo que está excessivamente claro. Aqui as luzes são feitas com um tom um pouco mais escuro do que o apresentado pelos fios.

Balayage
É o nome francês para luzes e reflexos. Aqui no Brasil acabou virando sinônimo para: a-) fazer luzes com o pente ou b-) criá-las com o auxílio de uma touca justa e uma agulha de crochê, usada para puxar os fios de dentro para fora da
touca. Quando se adota a segunda técnica, a tendência é que após três ou quatro aplicações o cabelo fique loiro em excesso.

2 comentários:

Ana Beth Lima disse...

bom, pelo menos a gente já sabe o que pedir na hora de pintar os cabelitchos

♥Silmi's♥® disse...

muito legal, gostey!

Postar um comentário