Moda das modelos - estilo MODEL-OFF-DUTTY

2
    


    Calça skinny,jaqueta poderosa,t-shirt podrinha. Com muito preto, branco e cinza, o já consagrado estilo Model-Off-Duty é facilmente identificado em semanas de moda internacionais e nacionais. Talvez o nome nâo seja tão popular, mas o atual jeito de se vestir das modelos tem inspirado explicitamente estilistas.Era apenas uma questão de tempo para que fosse oficialmente apelidado M.O.D. A denominação, criada pelo estilista Alexander Wang em meados de 2008, se refere ao jeito despojado e incontestavelmente chique adotado pelas modelos fora das passarelas. Seja correndo de um desfile para o outro, seja em castings e fittings pré-fashion weeks, as meninas parecem mesmo seguir determinadas regras na hora de compor seus visuais. Modelo que se preze tem um guarda-roupa repleto de jeans detonados, paletós e suéteres tipo boyfriend, ankle ou biker boots, legging preta, bolsas imponentes e saias bandages. Escolha qualquer look que Viviane Orth usou durante um fashion week e encontrará pelo menos dois dos itens acima. Ou que Daiane Conterato tenha exibido e ticará pelos menos quatro.
A verdade é que a lógica por trás do M.O.D é bastante simples. Uma modelo tem que se vestir com roupas básicas e confortáveis, que as torne ainda mais magra e alta e que não compitam com ela no quesito atenção. São as belas pernas, o corpo longilíneo, o rosto altamente fotogênico e a personalidade que devem atrair os olhares.



Além disso, sempre na correria entre os desfiles ou passando madrugadas em provas de roupa intermináveis, ela precisa de peças que sejam fáceis de tirar e de colocar e funcionem bem tanto de dia quanto à noite. Em primeiro lugar, a idéia de se vestir de modo a valorizar a personalidade e a beleza é atraente. Mais: o M.O.D é zero fake.
Maquiagem invisível, cabelos tipo "acabei de acordar" e roupas básicas com o quê de desleixo, fundamentais para que o estilo funcione, entram aí. Em contraponto com esse despojamento descrito, as modelos contam com complementos como jaquetas, sapatos e bolsas "pesadonas" que dão toque chique-sem-afetação à composição. Há ainda o glamour da exclusividade que só engrandece o mito vida de modelo. Mas o maior responsável pelo sucesso do estilo foi, sem dúvida, o boom dos blogs de street style.  Conscientes da tal aura especial das meninas, não demorou para que os bloggers se interessassem em retratá-las. O curioso ocorreu quando os próprios estilistas começaram a levar o M.O.D. para as passarelas.O casamento do estilo de rua com o mainstream da moda fez com que ele tomasse proporções ainda maiores e se tornasse um verdadeiro fenômeno. Hoje, é presença garantida em desfiles nova-iorquinos e parisienses, com lugar de destaque na passarela de Alexander Wang. Não é por acaso: a stylist do desfile é a modelo Erin Wasson, perfeita personificação do estilo.




 

2 comentários:

iala disse...

gostei o look da primeira foto!
;)
seu blog tá uma graça! tô seguindo..
te espero lá no meu cantinho..
se gostar não deixe de seguir, bjok

Sônia Marisa Frantz Saldanha disse...

Tem selinho pra você lá no blog. Passa lá pra pegar.

Postar um comentário