Hotel de Pucón, nos Andes chilenos

0


Arquitetura e natureza em perfeita harmonia no Antumalal
Hotel de Pucón, nos Andes chilenos, encanta por suas vistas deslumbrantes e instalações modernas em meio a vulcões, lagos e bosques.

Um dos mais bem sucedidos exemplos de integração entre natureza e arquitetura, o Hotel Antumalal fica em um município do centro/sul do Chile - Pucón - famoso por seus lagos, rios, vulcões, bosques e cachoeiras. Localizada a 780 km de Santiago, próxima à fronteira com a Argentina, essa região da Cordilheira dos Andes surpreende, encanta e emociona quem a visita pela primeira vez.

Além do descanso e relaxamento próprios de um paraíso, é possível vivenciar emoções fortes oferecidas por esportes de aventura, como trekking, exploração de cavernas vulcânicas, tirolesa, pesca esportiva, subida à cratera do vulcão Villarica, rafting, caiaque, ducky, cavalgadas...

As instalações do Antumalal já são uma atração em si. Encravado em um promontório rochoso às margens do grande Lago Villarrica e próximo ao vulcão do mesmo nome, o conjunto arquitetônico é rodeado por um bosque, jardins e rochas vulcânicas. O que surpreende é o arrojo da obra, projetada nos anos 40 pelo arquiteto chileno Jorge Elton Álamos, a pedido do casal de imigrantes tchecos Guillermo e Catalina Pollack. Elton Álamos foi influenciado pelo arquiteto americano Frank Lloyd Wright, cujas construções foram consideradas “complementos da paisagem”.

A apenas dois quilômetros do centrinho de Pucón surge o hotel entre jardins, terraços e cachoeiras. Salta aos olhos que a natureza está em primeiro lugar e o projeto arquitetônico - sem interferir - parece emoldurá-la e homenageá-la, o que é confirmado pelo proprietário Rony Pollak: “A regra número um foi a de que, para construir, nenhuma árvore poderia ser cortada ou tocada. Assim, o edifício foi entalhado e integrado ao entorno, e não o contrário”. Para isso se usou principalmente concreto, madeira, ferro e vidro, muito vidro. O resultado é uma vista de cartão postal.


A construção poderia facilmente ser confundida com um edifício erguido nos dias de hoje. Horizontal, com telhados planos, fachadas lisas, formas cúbicas, ângulos retos e cantos arredondados em ângulos externos. A forma segue a função, sim, com vidraças panorâmicas em praticamente todos os ambientes, que provocam uma relação fluida entre o hotel e o exterior, em que em momentos não se sabe se está dentro ou fora. A piscina aquecida, por exemplo, está marcada por painéis de vidro que sobem do chão até o teto, de tal forma que se divide em duas, uma interna e outra externa.

Os 22 apartamentos oferecem vistas espetaculares ao Parque e ao Lago Villarica, graças a enormes janelas panorâmicas. Todos têm paredes revestidas de araucárias chilenas e calefação, e alguns têm ainda lareira. E a gastronomia é um capítulo à parte, já que o restaurante Parque Antumalal mescla inovação com tradição, apresentando receitas deliciosas e excelência no serviço.

Tudo foi feito para que o Antumalal, que significa “Curral do Sol” no dialeto Mapudungún, possa oferecer uma experiência de qualidade, relaxamento e luxo combinada à beleza natural, estilo e serviço personalizado. Para tanto, após uma reforma recente, foram complementadas as instalações do SPA Antumaco, todo construído em pedra, cimento, madeira e vidro. O espaço oferece sauna e jacuzzi com vista para o lago e diversos tratamentos e massagens, entre outras comodidades.

Mais informações podem ser obtidas no site www.antumalal.com ou com as melhores operadoras e agências de turismo brasileiras.

texto e fotos: assessoria de imprensa

0 comentários:

Postar um comentário