As mulheres e as revistas femininas- Crônica

0


Hoje eu resolvi comprar uma revista feminina que há tempos não leio. Confesso que comprei por causa do lápis de olho que vinha de brinde. Era preto e de uma marca que eu gosto, achei a relação custo/benefício ótima. Bom, ai como já tinha pago a tal revista, resolvi tirar uma horinha de lazer e curtir aquele momento eu comigo mesma. Comecei a folhear a revista e  achar esquisito logo de cara: uma reportagem sobre "como conquistar aquele gato". Gato? Perai gente, a revista tem um público de mulheres entre 25 e 35 anos, não era a Capricho nem a Atrevida. Aquela revista era destinada ao público feminino adulto. Folheio mais e para minha decepção tudo girava em torno de conquistar um homem ou fazer inveja para as "amigas". Fico me sentindo um ET: não estou desesperada para arrumar um "bofe escândalo"  e não quero a inveja das minhas amigas - prefiro o companheirismo, a amizade, a crítica sincera e o abraço na hora certa. Os editorias eram sempre "seja sexy no trabalho, uma maquiagem mara, passe a concorrência do trabalho no rodo" etc. Li a revista inteira e fiquei me sentindo fora do círculo.  Será mesmo que não somos mais inteligentes e interessantes que isso? Será que nossa vida é sempre, "seja sexy, tou gostosa?" Fiquei pensando nas leitoras aqui do blog que são mães , que trabalham, que namoram ou estão casadas...elas me parecem tãaoo mais que isso!! Será que é a mídia que cria essa mulher tão sem valores internos, tão consumista e vazia? Poxa, mas as revistas também nos fazem acreditar que são as nossas amigas, não é? E nos enchem de imagens de mulheres magras, jovens (mesmo se a revista tem uma faixa de público mais velha). Não tem quase nada falando de auto estima, não tem imagens de beleza menos idealizadas. Lembrei de uma revista que comprei uma vez na Argentina chamada OHLALÁ que era feminina tinha moda, beleza, design, literatura, artes, receitas..tudo com um layout para lá de atrativo e sem burrice. Talvez esteja na hora de nós assumirmos o melhor de nós mesmas: EU NÃO QUERO SER SEXY O TEMPO TODO, aliás deve ser cansativo não pode colocar aquela camisola de flanela, aquela meia de bichinhos...babydoll todo dia dá frio, calcinha de renda é bonita mas a de algodão é mais saudável para o corpo sabia?  Queria que a mídia nos visse como seres inteiros, completos. Isso é o mais bonito de ser mulher.E para terminar essa crônica Eu prefiro um homem que me ame, do que aquele  bofe mara, viu? E minhas amigas são amigas de verdade, obrigado.

0 comentários:

Postar um comentário